sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Empurrar com a barriga: manual do proprietário

Em primeiro lugar, lá vão ótimos motivos para "empurrar as coisas com a barriga":
- porque vai dar um trabalhão fazer isso
- porque dá preguiça só de pensar nisso (releia o item acima)
- porque é difícil
- porque não está tão ruim assim
- porque não vai adiantar nada mexer nisso mesmo
- porque a situação não depende de mim (variação: Não posso fazer nada para mudar isso)

"Ah, eu vou fazer, mas depois eu faço." (data indeterminada que tende ao infinito)

Seja qual for a razão, o fato é que todas elas oferecem a desculpa perfeita para não fazer o que você PRECISA e, junto com isso, um alívio e uma alegria imediatos ("ufa, tirei um peso das minhas costas!"). Que delícia!!!

Ai, passa o tempo, e você percebe que as coisas (ou algumas apenas) não andam de jeito nenhum, ou pioram. Se a coisa parecia difícil, imagine agora?!

Se você quer que no ano que vem tudo seja diferente, uma boa sugestão é começar a encarar essas tarefas que se arrastam: faça uma pequena coisa, foque um pouquinho sua atenção nisso, comece pelo mais simples. Afinal, um pouco (hoje) é bem melhor do que nada (no ano que vem).
Related Posts with Thumbnails