segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Não fiz mais que minha obrigação

Cuidado.

Essa é uma frase perigosa. Pode causar danos consideráveis a você e às pessoas que te cercam.

Ela parece inofensiva, mas não é. Tem um poderoso efeito devastador que vai agindo, sem que você perceba.

Se você deixou de fazer algo que deveria, você é um irresponsável, incompente, fracassado. Mas se consegue fazer tudo direitinho, "não fez mais que sua obrigação". Percebeu o efeito? Essa pequena frase tirou todo o valor do seu esforço, da sua determinação, da sua conquista.

Então, temos uma escolha difícil: ou você não consegue o quer, e fica pensando coisas ruins a seu respeito, ou consegue e não pensa coisas boas a seu respeito. E quando é que você se valoriza? É difícil fazer isso com essa frase por perto.

Caso seu objetivo seja ter uma autoestima melhor, é bom começar a cortar essa frase do seu vocabulário e dar o real valor às suas conquistas. Eu sei que não é fácil, mas é só uma questão de prática: quanto mais você fizer isso, mas fácil fica.

Ana Carolina Diethelm Kley
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails