quinta-feira, 10 de março de 2011

A todos os meus pacientes

Orientação emocional, na minha opinião, é ajudar os outros a perceberem quando estão com raiva, ansiosos preocupados, tristes. É ensiná-los  a ver o que eles fazem quando se sentem assim. É treinar a percepção a respeito do que eles pensam pois, desta forma, podem decidir se o que passa pela cabeça é digno de tanto crédito. Ou não. E tudo isso de um jeito autônomo.

É ensinar que, com prática, quem terá o controle sobre as próprias vidas são eles mesmos, e não ideias arraigadas que carregam o status de verdade absoluta (sem o serem de fato).

Porque reagimos a ideias, a nossas ideias, e não às situações de verdade.

Eu gosto muito do que eu faço porque isso me dá a chance de ajudar a pessoa a se libertar, para que ela deixe de ser uma marionete nas mãos dos próprios pensamentos.

E eu agradeço muito a todos os meus pacientes, aos atuais, aos passados e aos futuros, pela chance de ter uma participação nesse processo tão lindo que eu vejo acontecendo na minha frente, de sessão em sessão.

Parabéns a todos aqueles que tiveram a coragem de pedir ajuda e se libertar.

Pois acredito que a vida sempre será grata àqueles que quiseram ser mais felizes. E foram atrás disso.

                                                                                                                   Ana Carolina Diethelm Kley
                                            anacdkley@hotmail.com
                               Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails