quinta-feira, 19 de março de 2015

Não deixe Hollywood acabar com seu namoro

A primeira coisa que eu quero deixar claro é que eu adoro filmes. Tenho que admitir que me divirto e me distraio vendo comédias românticas, mas sei que elas não são tão inofensivas quanto parecem e é por conta disso que estou aqui hoje, caro leitor.
 
Meu objetivo com este post é alertar para algumas mensagens que podem ficar depois que o filme já acabou.
 
Hollywood parece mostrar como as pessoas que "realmente amam" se comportam: elas se esforçam muito (ex.: "Quem vai ficar com Mary"), fazem malabarismos para agradar e conquistar a pessoa todos os dias (ex.: "Como se fosse a primeira vez"), envolvem a família inteira da pessoa em homenagens (ex; "P.S. Eu te amo"), deixam de ser quem são ao conheceram a pessoa certa (ex. "Armações do amor"), enfim, mudam de personalidade, de país, de postura quando gostam do outro. E dizem isso a todo mundo o tempo inteiro.
 
É impossível que quando as pessoas amem elas façam sacrifícios, concessões e demonstrações? Claro que não! Mas Hollywood tende a exagerar no tamanho e planta (sutilmente) a ideia de que é normal e esperado que assim seja.
 
Aí, o que pode acontecer por causa disso?
 
Sentir-se rejeitado e desolado quando as coisas na vida real não seguem a lógica dos filmes. "Ele(a) não gosta de mim" porque  não faz tudo o que eu acho que deveria fazer, ou porque ele(a) não me entende totalmente (ler um pouco mais sobre telepatia é sempre útil), ou porque ele(a) não muda o jeito dele ser por mim ou não se esforça o suficiente.

Acontece que as pessoas tem diferentes formas de demonstrar que gostam e se importam uma com as outras. Para ter mais conhecimento sobre isso, há um livro bem informativo chamado "As 5 linguagens do amor". Eu sei que o nome pode parecer um pouco depreciativo, mas ele ajuda a pensar para além da lógica hollywoodiana, enxergar outras demonstrações de apreço e a se sentir mais valorizado, aceito e feliz. Por estes efeitos, talvez valha a pena dar uma olhada na próxima vez que você for numa livraria, não?

 
Ana Carolina Diethelm Kley
anacdkley@hotmail.com
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
 
 

Related Posts with Thumbnails