segunda-feira, 29 de março de 2010

Exercite o músculo do não ceder

Músculo do ceder x músculo do não ceder


Quando temos um objetivo como emagrecer, fazer exercícios ou qualquer outro e surgem aqueles pensamentos pequenos, aparentemente inofensivos (exemplos; “hoje, tudo bem”; “amanhã você começa”; “é só um pedacinho” e outros do gênero) e que nos sugestionam a não fazer as coisas necessárias para chegar onde queremos, temos duas escolhas: ou ouvimos estes pensamentos, e não fazemos mesmo, ou não seguimos suas ordens e vamos em frente.


O problema é que é muito mais fácil ceder a eles, apesar de toda a nossa vontade de atingir nossas metas. Isso é falta de força de vontade? Preguiça? Fraqueza? Não, é falta de exercício!

Se, durante anos, você cedeu a estas vozes muitas e muitas vezes, posso dizer que o seu músculo do ceder está bem forte, e o seu músculo do “não ceder” deve estar fraquinho, sem resistência. Seria a mesma coisa que ir até a academia e, durante anos, fazer musculação só com o braço direito; resultado: um braço direito todo sarado e um esquerdo sem definição ou tanta força. Mas é só começar a fazer o mesmo trabalho com o esquerdo, que ele também ganha resistência. É só uma questão de dar tanta atenção para um lado quanto você deu para o outro.

Em outras palavras, quanto mais você exercitar o “não ceder” a estes pequenos pensamentos, mais ele se fortalece e mais fácil fica de não deixar as coisas para amanhã.
Related Posts with Thumbnails