quarta-feira, 24 de março de 2010

Só eu conheço a minha cabeça

Eu concordo.

Você reconhece você mesmo melhor do que ninguém. Mas existem questões que são comuns se não a todos, a muita gente. Prova disso é este blog. Se por acaso você se identificou com algo escrito por aqui, você provavelmente não foi o (a) único(a). Isso demonstra que há algo em você que se repete nas outras pessoas como, por exemplo, a tendência em ser catastrófico ou em "saber" o que os outros estão pensando (telepatia). Ou então, querer fazer tudo da maneira mais perfeita no menor tempo possível com o maior aproveitamento (perfeccionismo). Cada um tem a sua tendência (ou vício mental) "preferida".

O problema não é pensar dessa ou daquela maneira e, sim, quando esta forma de pensar leva você a sofrer desnecessariamente, a gastar mais energia do que seria de fato preciso, a pensar coisas ruins a seu respeito e em relação ao seu futuro. Aí sim temos problema.

Existem muitas maneiras de aprender a lidar melhor com a maneira como pensamos (e consequentemente com o que sentimos e fazemos): conversar com amigos, fazer meditação, ter leituras instrutivas (Lembrem-se das "10 bobagens" - post de 5/02), refletir e, também, fazer terapia (para que outra pessoa possa servir como um espelho onde você possa se ver, se entender e lidar melhor consigo - muito diferente de virar um outro ser...). Qual delas é melhor pra você? É uma questão de testar para ver o efeito.
Related Posts with Thumbnails