quarta-feira, 12 de maio de 2010

Como não encarar seus problemas

Não existe apenas uma forma de NÃO encarar seus problemas, existem várias. A mais conhecida é fugir da situação (não ir à festa, não trabalhar, não olhar os extratos do banco, não subir na balança).


Outras não tão explícitas são: não admitir o erro ou o problema, falar ou focar em outras coisas que não são lá tão importantes - ficar no superficial (ao invés de se focar no que, de fato, incomoda), não procurar ajuda ("ah, um dia isso melhora"), delegar a responsabilidade a outras pessoas ("isso só está assim porque ele não muda. Não sou eu!"), empurrar com a barriga (até ver mas não levar o problema a sério), se envolver mais ou menos com a solução (ex: seguir mais ou menos uma dieta, tomar mais ou menos os remédios), entre outros.


Meu objetivo, claro, não é que você de fato não encare seus problemas. É ajudar a ver que existem várias formas de evitá-los, todas prejudiciais já que, normalmente, os problemas só aumentam sozinhos (eles não são tão independentes para tomarem um rumo na vida sozinhos). Então, se já estiver de saco cheio do que acontece quando não se encara os problemas, pare e pense se existe algo aqui que é familiar a você.
Related Posts with Thumbnails