segunda-feira, 28 de junho de 2010

Tão importante quanto saber, é acreditar que se sabe

Na hora do "vamos ver", duas coisas são imprescindíveis: a competência técnica (entender do que se está prestes a fazer) e confiar que se é capaz de fazer aquilo. Digo isso porque, muitas vezes, até sabemos (teoricamente) o que precisamos fazer, mas, basta duvidarmos da nossa real capacidade de executar, e o resultado ou vai por água abaixo ou fica muito aquém do que poderia ser. Um exemplo clássico disso são os brancos que ocorrem em provas.

Sendo assim, tão importante quanto estudar e aprender, é reconhecer o quanto você pode fazer e o quão bom você é naquilo, toda vez que tiver colocado a mão na massa. Quanto mais você admitir (para você mesmo) quanto é capaz, melhor será pois, desse jeito, você desenvolve a noção de autoconfiança que, aliás, é muito útil até para reconhecer o que você não sabe ou erra.

E não se preocupe: reconhecer seus pontos fortes não é falta de humildade, se fizer isso para si ou para os outros com moderação (existe uma diferença razoável entre reconhecimento do que é positivo em você e humilhação alheia).
Related Posts with Thumbnails