quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Um lobo bem perigoso numa pele de cordeiro maravilhosa

O perfeccionismo é algo muito valorizado, principalmente no mundo empresarial. É ótimo ser perfeccionista, querer absolutamente tudo de forma impecável. Mas a questão é: de verdade, dá pra ter tudo impecável??

Como eu acho que não dá (nem mesmo com muito planejamento, organização e seja lá mais o que for), temos um grande problema, pois o perfeccionismo, além de exigir o que não é possível, também  não tem limite: não importa o quanto você se esforçou ou os imprevistos que ocorreram, sempre poderia ser melhor, você sempre poderia ter feito mais. Mais quanto?

Quando o perfeccionismo começar a tomar todo o seu tempo e a deteriorar sua saúde, você precisará fazer uma escolha: ou fica com a exigência sem fim deste vício mental (e vai abrindo mão das coisas que mais ama como a família, os amigos, o bem-estar, a sanidade mental) ou começa a aprender que fazer o melhor que dá (bem diferente de fazer de qualquer jeito), e valorizar isso também é um jeito de prosperar na vida, de fazer as coisas acontecerem, com uma diferença: assim, você se mantém realista e sem sofrimento desnecessário. A escolha é sua.
Related Posts with Thumbnails