sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Mudar ou continuar com a opinião de antes: eis a questão

Reações comuns diante da (própria) mudança de opinião:
"errei. Que trouxa que eu sou!"
"errar é coisa de gente incompetente"
"se eu erro, isso significa que não sou tão bom assim"

Resultado: tristeza, desânimo e falta de vontade de fazer qualquer coisa

Outra maneira de encarar esta mudança é pensar: "Mudar de opinião pode significar que aquela idéia não me serve mais. Não uma questão de erro ou acerto, mas de utilidade. E é um sinal de inteligência deixar pra trás o que é ultrapassado, o que não tem mais serventia".

Quais os efeitos de pensar assim? Se sentir mais competente, mais motivado, ter mais vontade de fazer as coisas.

Qual delas você prefere?
Cuidado, porque a resposta, na prática, não é óbvia.

Ana Carolina Diethelm Kley

anacdkley@hotmail.com  
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails