terça-feira, 10 de maio de 2011

Preocupar-se não é o mesmo que colocar a mão na massa

Essa afirmação pode parecer óbvia, mas não é tanto assim.

Até porque se preocupar demais é uma ação (mental) e tem nome: ruminação ou remoer.

Às vezes, podemos nos preocupar como uma maneira de nos preparar melhor para a situação que está por vir; afinal, se pensarmos em tudo o que pode dar errado, estaremos melhor preparados para lidar com isso, certo? Errado. Se você quer se preparar mesmo, pense um pouco, foque em um perigo específico e, principalmente, aja. Dá mais resultado.

Imagine alguém que quer passar no vestibular e, para que isso dê certo, fica se preocupando com tudo o que pode cair na prova e ele não sabe. Então, passa um tempo enorme pensando sobre isso, ao invés de estudar.

Advinha o que acontece? Ele não consegue estudar tudo o que precisava, pois se aprofunda muito em detalhes e vai mal. Culpa dele que é burro, incompetente? Claro que não! Culpa da preocupação demasiada que parecia ser muito útil. E não foi.

Ana Carolina Diethelm Kley
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley


Related Posts with Thumbnails