quarta-feira, 18 de julho de 2012

A lista do que não fazer

Outro dia estava lendo o blog da Nospheratt e vi uma ideia que achei interessante. Até colocá-la em prática. Depois disso, achei a ideia sensacional e decidi compartilhá-la aqui no blog.

Trata-se da lista do que não fazer.

Funciona assim: ao começar o dia, além da lista do que é preciso fazer, escreva outra com hábitos que seria útil evitar. Exemplo:
- ficar checando o e-mail a cada cinco minutos
- entrar no facebook a cada cinco minutos
- gastar meia hora vendo as atualizações do facebook
- ficar enrolando
- deixar as tarefas difíceis por último
- ficar catastrofizando as coisas
- deixar o que precisa fazer sempre para o dia seguinte, etc, etc

E por que isso é tão bom?
Em primeiro lugar porque, a partir do momento em que você escreve o que não fazer, é como se colocasse um holofote em cima daquilo e, portanto, fica mais fácil de ver.

Outra coisa: quando você escreve, parece que aquilo ganha seu real valor, ou seja, ao invés de ser algo insignificante que toma só dois minutinhos ("dois minutinhos? Sei!"), ele se mostra como o vilão que realmente é, aquele responsável por roubar seu tempo e sua produtividade.

Sendo assim, minha sugestão é de que você faça uma lista rápida e deixe num lugar bem visível para que, toda vez que bater o olho no papel, os dois efeitos acima fiquem cada vez mais fortes o que, provavelmente, fará seu dia render mais e sua satisfação crescer junto.

Ana Carolina Diethelm Kley
anacdkley@hotmail.com
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails