quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Vamos falar sobre comportamento estratégico

No post anterior falei sobre vitimização e prometi que apresentaria uma maneira alternativa de encarar as dificuldades da vida. Pois bem! Apresento-lhes o comportamento estratégico!

Oi?

Uma reação estratégica é aquela que se adapta melhor às situações e que, por causa disso, costuma gerar resultados melhores. Acho que ficará mais claro sobre o que estou falando caso eu descreva essa postura, que é composta de alguns comportamentos e formas de pensar bem característicos. Então, vamos lá:

- há a tendência em enxergar o problema ou a dificuldade do tamanho que ela realmente tem (sem tirar "conclusões" terríveis e generalizadas sobre si ou a vida baseadas nisso, ou pensar que aquilo é insuportável)
- essa maneira mais simples e direta ajuda a ser prático e a usar sua energia para resolver o problema (ao invés de ficar pensando um monte de coisas pessimistas e fatalistas, se desanimar e não fazer nada)
- toma-se, como pressuposto, que coisas negativas acontecem com todo mundo (não só com você). É chato, mas não é nada de extraordinário
- outro pressuposto: todo mundo tem dificuldades em uma coisa ou outra (você não é o único).  É chato, mas não é nada de extraordinário
- estabelece-se uma meta em relação ao problema enfrentado e, além disso, se pensa em estratégias/ações para chegar na meta (ao invés de gastar tempo remoendo a situação)
- foca-se no presente (relevante mesmo é o que acontece agora)
- há a tendência em investir o tempo e energia em ações, situações e pessoas que agregam valor e trazem bem estar (ao invés de se fechar e se lamentar)
- há a tendência a não reclamar muito nem perder tempo com o remoer
- há mais otimismo e esperança (por quase não remoer, nem reclamar, mas agir quando necessário)
- uma pessoa que tenha uma postura estratégica costuma atrair os outros para junto de si (é gostoso estar ao lado de gente que faz a vida acontecer e que lida de forma mais pragmática com os problemas)
- tem e continuamente desenvolve o jogo de cintura diante das situações ("pra tudo tem jeito")

Parece muito bom para ser verdade?
Realmente existem pessoas que são assim?

Sim, elas existem. E, de fato, é uma postura bem interessante e que é possível, caso você treine.

No começo pode parecer estranho, afinal, se você tende a se vitimizar, o seu natural será fazer "drama" diante de situações negativas e a postura contrária (que é o simplificar), muitas vezes, pode ser visto como algo superficial. Mas, colocando atenção e sendo persistente na proposta de mudança, qualquer um pode ser diferente e desenvolver um jeito mais prático (e eficaz) de enxergar a vida e de agir.

Ana Carolina Diethelm Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley






Related Posts with Thumbnails