terça-feira, 31 de agosto de 2010

As piores maneiras de lidar com as preocupações - parte 4

Essa é uma das campeãs!

Remoer ou ruminar a preocupação

Também conhecido como síndrome do "e se..." ("e se não der certo?" - "e se eu perder o emprego?" - "e se eu não tiver como pagar minhas contas?" - "e se eu for despejado?" - "será o fim." = fundo do poço). O ruminar pode dar sempre nisso: começa com foco em alguma preocupação e conclui-se (com toda a certeza!) que o resultado será a pior catástrofe possível (não necessariamente o fim mais provável).

E, apesar de acharmos que pensar DESSE JEITO sobre o problema  fará com que apareça uma solução, o remoer, na prática, só consegue trazer mais angústia e dúvidas.

É ilusório também imaginar que se a angústia aumenta é porque você não pensou o suficiente, que é só uma questão de tempo até você enxergar a resposta e ter a  tranquilidade tão esperada. Se depois de algumas horas (ou dias) fazendo a mesma coisa, nada mudou, é altamente provável que esse método não funcione para diminuir angústia nem para solucionar preocupações, não é mesmo?

Ana Carolina Diethelm Kley

anacdkley@hotmail.com  
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails