quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O que fazer ao invés de evitar a situação

Neste caso, perceber que se está evitando a situação ligada  à preocupação é primordial, afinal, podemos fazer isso não indo aos lugares (esquiva explícita), mas também nos dando "ótimas desculpas" para não fazer aquilo. Não se engane: admita que você está, de verdade, evitando a situação.

Uma vez percebida a esquiva, o próximo passo pode ser trazer à tona as vantagens e desvantagens de evitar a situação;  a segunda parte deste exercício é avaliar as vantagens e desvantagens de NÃO evitar a situação. O que compensa mais pra você?

Minha sugestão é colocar estas coisas NO PAPEL. Não vale fazer isso apenas pensando. Acredite: o efeito é bem diferente. Pare pra verificar o que você perde e o que ganha evitando e não evitando. E leve em consideração que existem sim benefícios em evitar as situações preocupantes (porque você faria isso se não existisse nenhuma vantagem - ao menos teoricamente??). Olhar para estes fatores provavelmente ajudará a aumentar sua motivação para encarar o que é necessário e, assim, diminuir sua preocupação de verdade.

Ana Carolina Diethelm Kley

anacdkley@hotmail.com  
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails