sexta-feira, 15 de outubro de 2010

O que é melhor: ser pessimista ou otimista?

Depende.

Não acho que ser um otimista nato seja muito melhor do que ser pessimista. Afinal, com as duas posturas, você pode ignorar fatos importantes da realidade, chegar a conclusões distorcidas e não conquistar o que você deseja.

O pessimista tende a olhar mais para o que de fato acontece, embora com um tom mais negativo, o que pode levar ao desânimo e à falta de ação (e de resultados).

O otimista (sonhador) pode ignorar o que está errado e se agarrar a uma esperança de que as coisas vão melhorar (sozinhas). Mas não faz nada (ou muito pouco) para que isso aconteça, apenas "acredita". E algumas não mudam; aí, ele vai do otimismo cego ao pessimismo num piscar de olhos.

Então, acho que uma forma intermediária pode ser mais vantajosa: o otimista realista que  acredita num desfecho positivo e, também, coloca a mão na massa para que ele ocorra, sem ficar só esperando  cair do céu e/ou ignorando o que está errado no presente.

Você concorda com isso? Tem outra opinião? Já viveu isso na pele? Os comentários são todos seus!

Ana Carolina Diethelm Kley
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails