sexta-feira, 15 de abril de 2011

Medo de viver

Medo é uma coisa tão comum.

O problema é que, às vezes, ele tem uma força gigante, que vai paralisando aos poucos e, quando se percebe, tudo ao seu redor parou. Por medo.

Medo de tentar e não dar certo, medo de ser reprovado pelos outros, medo de não ser amado, medo de não dar conta, medo de ser agredido e desrepeitado, medo de ser abandonado. Tanto medo e pra que?

Ouvir o que o medo diz é preciso, afinal, pode ser que ele aponte uma ameaça ou perigo bem realista e, aí, é necessário fazer algo a respeito. Mas se você fizer isso e descobrir que a mensagem só tem o poder de atar seus braços e pernas, é hora de se revoltar.

Sim, porque é um desperdício de vida viver pelo medo. É um desperdício de anos viver e não viver direito, não se arriscar, não ir atrás do que se quer. E no fundo, vale a pergunta: você nasceu pra viver em função do medo? É isso que você quer que guie sua vida?

Construir a coragem é algo feito um pouco por dia, mas garanto que ela é uma companheira mais agradável e amiga, além de ser muito produtiva e leal (uma vez com você, ela não te deixa nunca mais).


Ana Carolina Diethelm Kley
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley


Related Posts with Thumbnails