sexta-feira, 17 de junho de 2011

Quando é hora de procurar ajuda

1) Quando você já tentou de tudo e ainda continua tendo os mesmos resultados dos quais você está cansado/ cheio/ não aguenta mais.

2) Quando as coisas pelas quais você está passando já atrapalham outras áreas da sua vida, além daquelas que tem relação direta com o problema. Exemplo: dificuldades no trabalho que deixam você nervoso e desanimado e, aí,  você se isola dos amigos e se distancia da família e da companheira.

3) Quando o problema começa a limitar sua existência de uma maneira que não é saudável, de um jeito que só faz aumentar o sofrimento.

Essa é a hora. Aliás, muitas vezes, essa hora já começou há algum tempo.

Mas procurar ajuda também pode ser um problema.  E sabe por que? Por causa das ideias que acompanham essa ação. Alguns exemplos vem a seguir:

"Quem procura ajuda é fraco."
"Quem conhece minha cabeça sou eu."
"Ninguém vai poder me ajudar."
"Eu já tentei de tudo e nada deu certo. Procurar ajudar vai ser só perda de tempo e de dinheiro."
"O que os outros vão pensar se souberem que eu precisei de ajuda pra lidar com isso?"

Nos próximos posts, vou avaliar cada uma dessas ideias. E sabe por que?
Porque elas são mais do que ideias distorcidas, são empecilhos que  aumentam sofrimentos  e impedem que as pessoas sejam  felizes, realizadas, saudáveis. Portanto, na minha opinião, essas ideias são verdadeiros inimigos públicos.

Quantas e quantas vezes eu já não ouvi "como eu queria ter feito/conhecido isso antes!" É lembrando disso e na esperança de que estes posts ajudem outros a se libertar dessas pragas mentais, que escrevo.

Ana Carolina Diethelm Kley
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails