quarta-feira, 30 de maio de 2012

Autolimitação e autoconfiança - parte 2

Continuando as orientações sobre como melhorar a autoconfiança, tenho mais três sugestões:


4) Pare de evitar os desafios

A evitação é um dos grandes obstáculos para a melhora da autoconfiança, pois ficamos sem armas para contradizer os pensamentos que dizem que não vamos dar conta. Sendo assim, aceite e se prepare para lidar com os desafios. Saia da inércia e, embora vá sentir um aumento inicial da ansiedade, no decorrer do tempo, isso tende a diminuir e a trazer uma sensação ótima de satisfação.


5) Identifique e desafie os pensamentos autoderrotistas

Esse é um dos passos principais, afinal, se achamos que não vamos dar conta, nem chegamos a tentar ou, então, deixamos para a última hora e, assim, não tem como algo ficar muito bom mesmo, o que reforça a ideia inicial de incompetência.

Para saber o que é um pensamento automático negativo, clique aqui.

E para exemplificar o que é o desafio de um pensamento assim, analisei "Nunca vou conseguir um emprego". E tem também a parte 2 deste desafio.

Além disso, para aqueles que se interessarem, há um ótimo livro escrito por especialistas em Terapia Cognitiva sobre este tema:


"Seja confiante, aja com confiança"
Autores: LESLIE SOKOL & MARCI G. FOX
Editora Larousse

Embora esse título dê ao livro uma cara de livro de autoajuda que não ajuda em nada, podem acreditar que se trata de um excelente manual de Terapia Cognitiva, como outro livro que eu já indiquei por aqui ("As 10 bobagens mais comuns que as pessoas inteligentes cometem e técnicas eficazes para evitá-las"). E faço questão de falar sobre o título pois, às vezes, as pessoas podem deixar de lado uma excelente obra pelo que ela parece ser (e não é).


Ana Carolina Diethelm Kley
anacdkley@hotmail.com
Para me adicionar no Facebook: Ana Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails