sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

"Isso vai dar um trabalho..." ou o caso do armário

O título deste post se refere a um pensamento MUITO comum e que é capaz de gerar, automaticamente, desânimo,  preguiça e até sono. Além disso, pode fazer com que você adie uma tarefa por muito, muito, muito tempo (ou nunca chegue a concluí-la).
 
Mas um pensamento pode fazer tudo isso?
Com certeza pode! Tem um exemplo disso aqui.
 
Mas, Ana, existem mesmo coisas que são muito complexas, demoradas, chatas...
Sim, querido leitor, elas existem, mas não é só isso que determina o modo como nos sentimos em relação a elas e o que fazemos. O principal é o que achamos delas, como as enxergamos.
 
Vou dar um exemplo do que quero dizer: certa vez, minha mãe cedeu um armário na casa dela para mim e, nele, coloquei várias coisas minhas, de várias épocas da minha vida. Já dá pra ter uma ideia de quanta coisa tinha lá, não é mesmo?!
 
Neste começo de ano, aproveitando essa vontade de renovação, decidi rever e organizar aquele armário. Quando esse desejo passou pela minha cabeça, fiquei toda animada, pensando em como seria interessante ter à mão algumas coisas, doar outras, liberar espaço. Aí, chegou o dia em que me pus diante dele. E advinhem quem apareceu? Sim, o "Meu Deus, isso vai dar um trabalho...". E, em questão de instantes, lá estava eu no sofá para "descansar um pouco", depois fui comer, fui ver outras coisas, enfim, comecei a enrolar e nada de mexer no armário.
 
Aí, tive uma inspiração vinda de algum lugar muito cheio de luz e pensei "ok, é trabalho pra caramba, mas não é infinito, tem um número restrito de coisas pra fazer e se eu fizer só uma coisa, já estarei mais próxima do fim".
 
Pensando desse jeito, tive um pouco mais de ânimo para começar e, uma vez envolvida na tarefa (e reforçando este pensamento alternativo), o ânimo foi voltando gradualmente. À medida que eu encontrava coisas há muito esquecidas ou que eu redirecionava algo, consegui sentir os resultados na pele e isso me ajudou a seguir adiante. Posso dizer que pensar desse jeito fez toda a diferença, pois consegui começar e dar continuidade. E, sim, armário arrumado!! E uma sensação de missão cumprida maravilhosa.
 
Se pensar diferente me ajudou, pode te ajudar também.
 
Ana Carolina Diethelm Kley
Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley
Related Posts with Thumbnails