quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Vá até o fim

Em 2016, desejo a todos vocês, queridos leitores, muita felicidade, leveza e satisfação

E, para colaborar com isso, resolvi lembrá-los de alguns pontos importantes:
- ter clareza do que você quer é essencial para delinear o caminho (que tal fazer uma lista de metas para direcionar seu ano?)
- agir com foco ajuda a chegar onde você quer

Uma vez que uma meta (ou uma lista) te parecer interessante, ponderar sobre essa proposta ajuda a valorizar a ideia e a aumentar a motivação necessária para que ela saia do papel. Lá vão algumas perguntas úteis neste processo:
- por que fazer isso? por que não fazer?
- Quais são os custos e benefícios de colocar isso em prática?
- Quais são os efeitos desse objetivo a curto, médio e longo prazo?

Se ao responder estas perguntas, a meta pareceu valer a pena e você decidiu que quer ver aquilo concretizado, então, é hora de colocar a mão na massa.

Neste ponto, eu tenho uma proposta: que tal treinar ir até o fim? Em outras palavras: e se, em 2016, um dos seus objetivos fosse terminar tudo aquilo que você se propuser a fazer?

Diante de dificuldades, a tendência a desistir é comum e aparece sob as mais diversas justificativas (fique atento aos seus pensamentos permissivos). E não foi à toa que usei o verbo treinar: é preciso colocar atenção neste aspecto e ficar de olho em qualquer movimento ou demora excessiva que o faria desviar do seu objetivo. Às vezes, será mais fácil ir até o fim; em outras, nem tanto. Mas sempre será possível usar a situação de dificuldade para aprender algo que poderá ser usado numa oportunidade futura. 

E quanto mais você persistir, mais fácil será fazer isso em outras atividades.

Se você se interessou pelo tema, pode ouvir um podcast sobre "acabativa" do Luciano Pires clicando aqui

Boas metas e muita acabativa pra você neste ano novo!

Ana Carolina Diethelm Kley

Para me adicionar no Twitter: @AnaDKley



Related Posts with Thumbnails